12800321_698129516992738_7109716641746254974_n

A Cercizimbra foi pioneira na promoção de culturas escolares propícias a uma aprendizagem eficaz incentivando a participação de toda a comunidade educativa. Para isso apostou na criação de equipas multidisciplinares (CRI) que apoiam, há mais de uma década, a inclusão das crianças e jovens com necessidades educativas especiais (NEE) na escola, através da facilitação do acesso ao ensino, à formação, ao trabalho, ao lazer, à participação social e à vida autónoma, promovendo o máximo potencial de cada indivíduo, em parceria com as estruturas da comunidade, apoiando e dotando as escolas por forma possibilitar a integração de todos os alunos.

A instituição defende que a Educação Inclusiva é essencial à realização humana e ao desenvolvimento social e económico, promovendo uma educação para todos, livre de barreiras, de descriminação e que respeite a diversidade. Uma educação centrada na comunidade e no trabalho em parceria, centrada na cooperação entre todos e na flexibilidade.

Cada ano de escolaridade são apoiadas cerca de 500 crianças e jovens com NEE e suas famílias que frequentam as escolas de Sesimbra e Seixal. Ao longo de mais de uma década foi possível integrar todas as crianças com Necessidades Educativas Especiais, nas escolas regulares, criar Unidades de Referência, sensibilizar a comunidade educativa para a diversidade no sentido de promover a igualdade de oportunidades, ajudar a construir projectos de vida e reforçar os laços entre a escola e sociedade.

CaptureNEE

Escolas

  • Agrupamento de Escolas de Sampaio
  • Agrupamento Navegador Rodrigues Soromenho
  • Agrupamento de Escolas Boa-Água
  • Agrupamento de Escolas da Quinta do Conde
  • Agrupamento de Escolas Michel Giacometti
  • Agrupamento de Escolas Pinhal Frades
  • Agrupamento de Escolas António Augusto Louro
  • Agrupamento de Escolas Pedro Eanes Lobato
  • Escola Secundária da Amora

Capture UNIDADES

Unidades de Apoio a Alunos com Multideficiência 

  • Agrupamento de Escolas Navegador Rodrigues Soromenho
  • Agrupamento de Escolas da Boa-Água
  • Agrupamento de Escolas Pinhal Frades
  • Agrupamento de Escolas António Augusto Louro

Unidades de Apoio a Alunos com Autismo

    • Agrupamento de Escolas de Sampaio
    • Agrupamento de Escolas da Quinta do Conde
    • Escola Secundária da Amora

 

Objetivos Específicos

1. Criar uma Escola para Todos

  • Apoio em Psicologia, Terapia da Fala, Terapia Ocupacional, Psicomotricidade e Fisioterapia para os alunos com NEE
  • Atividades: Hipoterapia e Natação adaptada
  • Apoiar a elaboração, a implementação e monitorização de programas educativos individuais;
  • Criar e disseminar materiais de trabalho de apoio às práticas docentes, nos domínios da avaliação e da intervenção;
  • Apoiar o processo de avaliação das situações referenciadas;
  • Promover acessibilidades;
  • Apoio à inserção de alunos com NEE  na escola regular;
  • Promoção de diálogo e reflexão entre todos os intervenientes do processo educativo;
  • Contribuição para a igualdade de oportunidades, promovendo a existência de um currículo flexível;
  • Colaboração com os professores e Direções na flexibilização dos currículos, adequação à realidade local e ao perfil de cada aluno;
  • Consciencialização da comunidade educativa para a inclusão de pessoas com deficiências e incapacidade;
  • Promoção de dinâmicas indutoras de estratégias inclusivas no seio da comunidade educativa;
  • Promover a participação social e a vida autónoma.

2. Apoio à Família

  • Reforço das competências parentais facilitadoras de um desenvolvimento positivo das crianças e jovens com NEE;
  • Encaminhamento e acompanhamento aos serviços disponíveis na comunidade (Câmaras Municipais, Segurança Social, IPSS, CPCJ, Serviços de Saúde, Tribunais, etc.).

3. Promover e monitorizar processos de transição da escola para a vida pós-escolar

  • Avaliação das aptidões, competências e interesses dos jovens;
  • Procura ou criação de respostas adequadas aos perfis individuais englobando a família e a comunidade;
  • Encaminhamento de alunos para a Formação Profissional e/ou estágios profissionais;
  • Promoção e monitorização de processos de transição da escola para a vida pós-escolar  de jovens com deficiências e incapacidade;
  • Mobilização das entidades empregadoras no apoio da integração profissional;
  • Promoção os níveis de qualificação escolar e profissional, apoiando as escolas e os alunos;

4. Promover Ações de Formação

  • Dinamização de ações de formação para professores/famílias;
  • Dinamização de estratégias pedagógicas junto dos professores;
  • Colaboração em experiências pedagógicas;
  • Criação e adaptação de materiais de trabalho de apoio às práticas docentes, nos domínios da avaliação e da intervenção;
  • Promoção da formação contínua dos docentes.

5. Criação de Redes de Apoio na Comunidade

  • Articulação com os diversos recursos da Comunidade;
  • Representatividade na Rede Social e no Concelho Municipal de Educação.

Destinatários 

1. Crianças e jovens com NEE:

  • Apoio Terapêutico;
  • Serviço de proximidade, dado que se situa no contexto da sua área de residência;
  • Constitui-se como um ponto de referência para os alunos/famílias;
  • Permite obter informações especializadas no âmbito das deficiências/incapacidades de modo rápido;
  • Integra os diversos serviços a que possa ter que recorrer.

 2. Famílias:

  • Integra a família no processo;
  • Tenta responder às necessidades da família e do aluno;
  • Apoia a definição e implementação de estratégias de suporte da família.

3. Agrupamentos de Escola:

  • A Equipa funciona dentro do espaço da escola;
  • Possibilidade de contar com recursos humanos especializados e não disponíveis no quadro dos agrupamentos;
  • Possibilidade de organização de ações conjuntas no sentido da otimização de recursos e esforços;
  • Possibilidade de obter esclarecimento no que respeita à temática de deficiências e incapacidade.

4.  Empresas:

  • Promove a responsabilidade social.

5. Comunidade:

  • Desenvolve actividades de consciencialização da comunidade visando a construção de uma efectiva sociedade inclusiva;
  • Efectua a potenciação e maximização de recursos e dinâmicas;
  • Potencia a inclusão social e profissional das pessoas com deficiências e incapacidade.